setembro 28, 2006

S. Leonardo da Galafura

São Leonardo da Galafura

À proa dum navio de penedos,
A navegar num doce mar de mosto,
Capitão no seu posto
De comando,
S. Leonardo vai sulcando
As ondas
Da eternidade,
Sem pressa de chegar ao seu destino.
Ancorado e feliz no cais humano,
É num antecipado desengano
Que ruma em direcção ao cais divino.
Lá não terá socalcos
Nem vinhedos
Na menina dos olhos deslumbrados;
Doiros desaguados
Serão charcos de luz
Envelhecida;
Rasos, todos os montes
Deixarão prolongar os horizontes
Até onde se extinga a cor da vida.
Por isso, é devagar que se aproxima
Da bem-aventurança.
É lentamente que o rabelo avança
Debaixo dos seus pés de marinheiro.
E cada hora a mais que gasta no caminho
É um sorvo a mais de cheiro
A terra e a rosmaninho!


Miguel Torga Posted by Picasa

8 comentários:

wind disse...

Ver a linda foto, ler o poema e ouir esta belíssima música, foi um momento especial muito bom.
Obrigada:)
beijos

Tuche disse...

Que foto bonita, onde fica???

Beijosssssss

zab disse...

pêndulo: que foto!! muito, muito bonito! apetece ficar aqui a olhar!

:)

bolo-de-chocolate disse...

Que foto mais bonita, Pêndulo!
Foi tirada de um helicóptero? Quero dar uma volta :)))))

Beijinhos
:)

Pêndulo disse...

Foi do miradouro sobre o Douro

bolo-de-chocolate disse...

Ok, não vai ser desta que vou andar de helicóptero :(

Por outro lado o miradouro é mais seguro :)

Boa tarde ;)
Beijocas

Eric Blair disse...

A Galafura é simplesmente a vista mais deslumbrante que existe sobre o Douro; principalmente para quem inicia a viagem a partir do litoral. Chegar ali e deparar-se com aquela vista é algo inexplicável. É daqueles momentos em que nos assalta o pânico da possibilidade de chegada de mais alguém; é que ali exige-se o recolhimento.

Pêndulo disse...

Aconselho o caminho por Covelinhas. A estrada é bem pior mas o panorama é sempre sobre o Douro