dezembro 27, 2006

Porcos ...


Beco de S. Luis da Pena - Lisboa

8 comentários:

zab disse...

ah ah! não morremos hoje, fado!! :D

antes de clicar no link, eu ia escrever " ...feios e maus!", mas assim já não tem piada! eheh

realmente é uma pena, que recantos tão pitorescos, estejam desfigurados assim...

votos de um bom dia, de um lindo céu azul, limpinho de núvens!!

:):)

Pêndulo disse...

O Rafa gosta da Raquel. Depois dizem que o amor é lindo. Onde vai o tempo das cartas de amor ? Agora é o graffiti de amor.
Mas nenhum destes é comparável ao gigantesco que se via na Régua, do outro lado do rio. Creio que era um "Amo-te (o nome da donzela), escrito num cias com caracteres de uns dois metros de altura.

Anónimo disse...

Ó meus meninos ..... então onde é que está a vossa sensibilidade para as novas formas de expressão de ARTE ???? Ai, ai ....Zab ! Ai, ai ....Fado !

A rua fala .... através do Graffiti ! Ou não acham ?? Urban Art !! That's it !

lololol ... estou a brincar ... mas em parte até é verdade, se bem que alguns "bonecos" não é arte, não é nada, ... paredes sujas, apenas.

beijinhos

Tuche disse...

Acho lamentável alguns meninos que acham que sabem fazer Graffiti sujarem desta forma os edificios, apesar de eu gostar da arte Graffiti e tenho amigos que vivem disso, fazem autênticas obras de arte mas em espaços autorizados e em trabalhos em casas de pessoas.

Beijosssss

Fado Alexandrino disse...

Obrigado.
É um grande filme, quase obrigatório ver - para a Zab ;)

Cristina disse...

P

Depois dizem que o amor é lindo...e é!!! imbejoso pá! quanto é que davas pra ter uma declaração de amor assim escancarada pro Mundo inteiro ein???

:P

zab disse...

diana:

destes, aqui, não gosto! :p

há sitios e graffitis que estão em consonância uns com os outros...mas nestas escadinhas tão lindinhas....aqueles gatafunhos...nahhhh lol :)

fado:

se bem me lembro já vi há muitos anos...e se bem me lembro também era uma familia mesmo muito feia, muito porca e muito má!!! lol

:)

Anónimo disse...

liberdade é suposto querer mesmo dizer liberdade, a normalidade são paredes da mesma cor, monocórdicas, aborrecidas, socializadas e aceites sem discussão, tudo o resto é lixo e interfere com a vossa liberdade, que chatice não quererem ser estimulados, portanto criam o vosso blog para os vossos amigos e voltámos à democracia directa da ágora, polícia mete medo? uns quantos riscos em propriedade privada? pública? o que é isso tudo? peguem é numa latinha para pintar carros e sujem esta cidade toda nem que seja só para provarem que ainda estão vivos...