janeiro 05, 2007

Honra e Glória



...aos que cairam, defendendo a Pátria




Que enigma havia em teu seio
Que só genios concebia?
Que arcanjos teus sonhos veio
Velar, maternos, um dia?

Volve a nós teu rosto sério,
Princesa do Santo Gral,
Humano ventre do Império,
Madrinha de Portugal

(Fernando Pessoa)

15 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Para tirar estas fotos perdi um café e um doce.
Não sei se valeu a pena ;)

Parrot disse...

Uma bela foto....por homens que tombaram e tantas vezes esquecidos (para não dizer outra coisa).
Penso que ficamos a ganhar todos...tu menos calorias...nos a foto. É justo.:)

Boa noite.

PS - Prendeu-me a atenção essas portas ....

zab disse...

feridas abertas nas almas dos que ficaram, e que a pátria não soube ajudar a tratar.

a vergonha do esquecimento, transformou heróis em números, mas que não morrerão jamais no coração dos que os amaram.

resta a esperança da certeza de que um dia a história lhes fará justiça.

excelentes fotos, fado!

hoje, sem sorrisos...

Anónimo disse...

Fado, permita-me a sugestão:

Que legendasse as fotos, com a sua localização e o título do memorial.

beijinhos e BOM DIA !!!
-------

PS - Uma nota de humor: então e nós não somos heróis, ao não desistirmos de trabalhar para a Pátria, mesmo sob o jugo destes "carrascos" da política ??

Uns FDP's oportunistas, que acabarão todos, no pleno gôzo de "brutas reformas douradas" !!!

Fado Alexandrino disse...

Muito obrigado.
O monumento situa-se em Belém junto à Torre de Belém e chama-se, julgo eu, Monumentos aos Mortos no Ultramar.
Acresce já uma placa com os mortos após a descolonização.

Eric Blair disse...

Cais pátria?!

Anónimo disse...

______ boa pergunta, Eric !!!

mar disse...

Nesse muro está o nome do Meu Tio, Tio que eu recordo com mta saudade, Tio que morreu era eu ainda mt pequenina,Tio que morreu mt novo e dizia que eu era a menina mais linda.....

Fado Alexandrino disse...

Muito obrigado pela sua visita.
A morte de um ser, quando não é por causas naturais, é sempre um drama.
Quando é causada por outro humano, o drama ainda é maior.
Como fraca consolação do seu Tio nunca se dirá: - foi um cobarde, foi um traidor, desertou abandonando os outros.

mar disse...

Fado Al......, venho aqui dizer-lhe que usei as suas fotos no meu blog, espero que não leve a mal, mas as memórias foram mtas qd vi aqui o seu post
****

Fado Alexandrino disse...

Muito obrigado.
As minhas fotos são públicas.
Podem ser usados em todo o lado o que é gratificante para mim.
Li a homenagem que faz ao seu Tio.
É bonita, é tocante.

Cristina disse...

fado

aí está um poste que não deixou ninguém indiferente.

será das fotos? será do fotógrafo? cogitando......

Fado Alexandrino disse...

É verdade miúda.
A vida está cheia de morte.

Rosalina disse...

ao ver o local da primeira foto, lembro-me sempre que o nome do meu pai poderia lá estar...

wind disse...

Belíssima homenagem com sublimes fotos.
Não os podemos esquecer!
Beijos
PS: Também tenho fotos daí, mas são de noite.