dezembro 21, 2008


Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda-viva
E carrega o destino pra lá
Roda mundo, roda-gigante
Roda-moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração
(Chico Buarque)

.
Sabendo que muitos de vós estão de partida, aproveito o que será para alguns o inicio de um período de descanso e comunhão com a familia no sentido em que eu a considero, de sangue ou não, para desejar que este período seja de paz e harmonia.
Mimem-se. Muito. E que no sapatinho encontrem, sobretudo, caminhos. Caminhos que vos levem aos sonhos, sejam eles excêntricos e excitantes, ou o mais tranquilo passar dos dias, sem sobressaltos. Que todos possamos encontrar esse caminho, seja ele qual for, mas que nos faça felizes. O resto, é o resto.

Feliz Natal.

2 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Já se disse noutros lados, lindo texto, obrigado!

MariaTuché disse...

Por muito que a data tenha passado, nunca é tarde para agradecer uma mensagem desta natureza.

Obrigada amiga Cristina, por estares aqui...

Um excelente, maravilhoso 2009 para ti